Mario Quintana

Mario Quintana – Canção paralela

Por uma escada que levava até o rio…
Por uma escarpa que subia até as nuvens…
Pezinhos nus
Desceram…
Mãos nodosas
Grimparam…
E havia um coraçãozinho que batia assustado, assustado…
E um coração tão duro que era como se estivesse parado…
Um escorria fel…
O outro, lágrimas…
No rosto dele havia sulcos como de arado…
No rosto dela a boca era uma flor machucada…

E até a morte os separou!

 

Mario Quintana, Canções seguido de Sapato florido e A rua dos cataventos

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.