Mario Faustino

Mario Faustino – Mensagem

Em marcha, heróico, alado pé de verso, busca-me o gral onde sangrei meus deuses: conta às suas relíquias, ontem de ouro, hoje de obscura cinza, pó de tempo, que ele os venera ainda, o jogral verde que outrora celebrou seus milagres fecundos. Dize a eles que vinham tecer silentes minha eternidade que a lava antiga …

Continue Reading
Mario Faustino

Mário Faustino – Romance

Para as Festas da Agonia Vi-te chegar, como havia Sonhado já que chegasses: Vinha teu vulto tão belo Em teu cavalo amarelo, Anjo meu, que, se me amasses, Em teu cavalo eu partira Sem saudade, pena, ou ira; Teu cavalo, que amarraras Ao tronco de minha glória E pastava-me a memória. Feno de ouro, gramas …

Continue Reading