Li Bai

Li Bai – Na casa da senhora Xun

Hospedo-me ao pé da montanha dos Cinco Pinheiros. Profunda solidão e nada para me alegrar… Rude é o trabalho dos camponeses no outono. Ouço a mulher da fazenda vizinha socar o trigo, na noite fria. A mulher que me hospeda se ajoelha para me oferecer uma tigela de arroz. Os grãos brilham como pérolas sob …

Continue Reading
Li Bai

Li Bai – Adeus a um amigo que parte

As montanhas azuladas bordejam as muralhas ao norte. A água cristalina contorna as muralhas ao leste. Nesse lugar nos separamos. Você, erva errante, por milhares de li.* Nuvem flutuante, humores vagabundos, o sol que se vai, velhos amigos que se afastam, nós dois nos acenando na hora da partida. E mais uma vez relincham os …

Continue Reading