Elisa Lucinda

Elisa Lucinda – Poema dos coletivos

Valham-me meus plurais! A elegância dos coletivos que me deflora. A errância dos meus erros sempre no meio dos assuntos, a errância dos meus medos sempre no meio dos assuntos! Ah, enxame, alcateia, resma, cáfila, chusma, cardume, elenco, manada, matilha, frota, esquadrilha… mais nada de mim levarás sem que eu vá também junto. Sem que …

Continue Reading