Sem categoria

Paulo Henriques Britto – O fascínio do fácil

Paulo Henriques Britto

Quem se debruça no fosso
do que tão fundo se sente
que apenas roça o sentido

e mais das vezes só logra
sentir escapar entre os dedos
a carpa magra do ambíguo,

não há de olhar vez por outra
com olho grande e guloso
e orgulho ressentido

a safra grossa e fornida
de quem marisca sem medo
a verdade mais ridícula

no raso dos sentimentos
por não saber nesse mar
pescar em outro capítulo?

Paulo Henriques Britto, Mínima Lírica

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.