Lorena Martins

Lorena Martins – Veja só

veja só

é como se eu tirasse os sapatos
estendesse minha perna sobre a mesa
e
antes de rasgar o vestido
dedilhasse teu rosto.

desfiz o passo
dei meia volta
caí no teu colo
balancei humores
ritmei os colares
e me abandonei.

é como se eu sentisse
ao soar o corpo
tu me olhares a seguir:

eu não te encaro.

diante do espelho
carrego a água
mais palpável do que eu.

 

Lorena Martins, Água para viagem

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.