Fernando Pessoa

Fernando Pessoa – Andavam de noite aos segredos

fernando pessoa

Andavam de noite aos segredos
Só porque era noite…
Os bosques enchiam de medos
Quem quer que se afoite…

Diziam [?] palavras que pesam [?] À sombra de alguém…
Ninguém os conhece, e passam…
Não eram ninguém…

Fica só na aragem e na ânsia
Saudade a fingir…
Foi como se fora a distância…
Eu torno a dormir.

 

Fernando Pessoa, Obra poética ortônima de Fernando Pessoa

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.