Cora Coralina

Cora Coralina – Misticismos

cora coralina

I

A terra é templo.
O lavrador é semeador.
A lavoura é altar.
O grão é oferta.

II

O lavrador e sua fala econômica:
– Se Deus quisé.
– A Deus querê.
– Graças a Deus.
Repostando tudo a Deus –
quando lucra.
Quando perde:
– Seja feita a vontade de Deus.

III

Assim atravessa a vida, gera filhos
sem restrições.
Nada sabe de explosão demográfica.
Pobres, disse Jesus:
Sempre os tereis entre vós.

 

Cora Coralina, Meu livro de cordel

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.