Papiniano Carlos

Papiniano Carlos – Epitáfio

Uma árvore nova
à beira da estrada.
E que mais bela prova
te seria dada?

No inverno dos galhos
só uma flor amarela.
E que mais bela prova
que saber dela?

Uma flor que, em silêncio,
os lábios descerra.
E que mais bela prova
dum pouco de terra?

E uma abelha que suga
o mel que lhe deixaste.
E que mais bela prova
que tanto vos baste?

Papiniano Carlos, Poesia em Moçambique

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.