_ap_ufes{"success":true,"siteUrl":"www.tudoepoema.com.br","urls":{"Home":"https://www.tudoepoema.com.br","Category":"https://www.tudoepoema.com.br/category/adalcinda-camarao/","Archive":"https://www.tudoepoema.com.br/2021/11/","Post":"https://www.tudoepoema.com.br/comunicado/","Page":"https://www.tudoepoema.com.br/coming-soon/","Attachment":"https://www.tudoepoema.com.br/comunicado/minimalist-grey-motivational-quotes-instagram-post/","Nav_menu_item":"https://www.tudoepoema.com.br/6162/","Custom_css":"https://www.tudoepoema.com.br/blacklite-gird/","Oembed_cache":"https://www.tudoepoema.com.br/9570d45b585c8951d60eac9a46f32e4f/","Wp_block":"https://www.tudoepoema.com.br/bloco-reutilizavel-sem-titulo-2/","Wpcf7_contact_form":"https://www.tudoepoema.com.br/?post_type=wpcf7_contact_form&p=69"}}_ap_ufee Guilherme de Almeida - Os mostradores - Tudo é Poema
Guilherme de Almeida

Guilherme de Almeida – Os mostradores

Nas ruas da Cidade, os brancos mostradores
Dos relógios parecem olhos cismadores:
Olhos sem vida, olhos de morto, olhos vidrados,
Rasgados no perfil das torres pensativas,

Na desanimação das longas perspectivas
Na carranca senil das fachadas, rasgados
E na fisionomia extática das praças.
Pupilas que não veem, grandes pupilas baças
Que vivem a chorar, amarga, aborrecida
E interminavelmente, as lágrimas das horas,
As lágrimas de bronze, as lágrimas sonoras
que rolam pela rua e pela nossa vida…

Os mostradores são eternas sentinelas
E os seus ponteiros são eternas baionetas.
“Quem vem lá? Quem vem lá?” – e as grandes pontas pretas

Avançam sempre…

Os mostradores são janelas
Em que o Tempo debruça o busto milenário
Para ver desfilar a procissão humana:
Velho monge de longa barba soberana,
Ele põe­-se a virar as folhas do Breviário
Das horas que se vão, das horas que envelhecem,
E a soluçar sozinho os seus Kyrie Eleisons…

De noite, os mostradores vão­-se iluminando
E, redondos e brancos, no alto, eles parecem
Luas artificiais que vivem derramando
Pela Cidade morta o seu luar de sons…

 

Guilherme de Almeida, Melhores poemas

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.