Gilmar Santos

Gilmar Santos – Procura amigos

Procuro amigos 
como quem não sabe
onde está a chave da porta
de onde mora… 

Cansei da guerra, 
e logo cedo
Pode ser até coisa do momento,
mas procuro amigos… 

No meu quarto já não cabe 
minha solidão que a tempos 
vem se alimentando de mim… 

Saio às ruas
aceitando de mendigos e loucos
uma honesta amizade… 

Gilmar Santos, Versos Libertos

Você gostou deste poema?

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.