Fabrício Corsaletti

Fabrício Corsaletti – O que eu quero de você

Fabrício Corsaletti

não quero voltar para casa
no seu abraço
não busco o que perdi
nunca pensei fazê-la cúmplice
da minha solidão
nem me passou pela cabeça
jogar sujo
com você —

você é o vento quente
que me acompanha
o enigma que não precisa ser decifrado —

de você eu quero apenas
um filhote de lobo
um filhote de lobo
para morder minha mão direita
quando eu estiver no escuro
depois que o amor acabar
do outro lado da dor
a água é luz
a luz é nada

na mente vazia
a sombra da arraia

Fabrício Corsaletti, Esquimó

Você gostou deste poema?

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.