Elizabeth Bishop

Elizabeth Bishop – Noturno

Da manga escura de um mágico
os cantores de rádio
espalham canções de amor
pela grama, sobre o orvalho noturno.
E preveem para o futuro,
qual cartomantes, o que se quiser supor.

Mas na antena do estaleiro distingo
observadores mais dignos
de apreciar o amor. Do alto de seu galho
cinco luzes vermelhas, remotas,
se aninham; fênix silenciosas,
ardendo aonde nunca chega o orvalho.

Elizabeth Bishop, Poemas escolhidos

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.