Cecília Meireles

Cecilia Meireles – A Canção dos tamanquinhos

cecilia meireles

Troc…  troc… troc…  troc…
ligeirinhos, ligeirinhos,
troc…  troc… troc…  troc…
vão cantando os tamanquinhos…

Madrugada.   Troc… troc… 
pelas portas dos vizinhos
vão batendo, Troc…  troc…
vão cantando os tamanquinhos…

Chove.  Troc… troc…  troc…
no silêncio dos caminhos
alagados, troc…  troc…
vão cantando os tamanquinhos…

E até mesmo, troc…  troc…
os que têm sedas e arminhos,
sonham, troc…  troc… troc…
com seu par de tamanquinhos…

 

Cecilia Meireles, Obras poéticas

Você gostou deste poema?

Você Pode Gostar Também

4 Comentários

  • Responder
    Renally Da Silva Soares
    01/03/2020 at 19:15

    São ótimos esses poemas para as pessoas tanto para o público adulto e infantil eu super recomendo principalmente para os estudantes

  • Responder
    FABIO FERNANDES
    15/04/2020 at 14:33

    Excelente! 😉

  • Responder
    Renata de Melo Moreira
    12/08/2021 at 14:51

    Este, como tantos outros poemas de Cecília Meireles é de uma simplicidade e beleza, que toca o coração de qualquer pessoa. Quem estudou na década de 1960 sabe bem disso.

  • Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.