Anne Bradstreet

Anne Bradstreet – Para meu querido e amoroso marido

Se algum dia dois foram um, então certamente nós.
Se algum dia um homem foi amado pela esposa,
então você;
Se alguma mulher já foi feliz com um homem,
Comparem-se comigo, ó mulheres, se puderem.
Prezo seu amor mais do que minas inteiras de ouro
Ou todas as riquezas que o Oriente possui.
Meu amor é tanto, que rios não podem saciá-lo,
Nada além do seu amor pode dar recompensa.
Seu amor é tal, que nada posso para retribuí-lo,
Rogo aos céus que lhe paguem em dobro.
Então, enquanto vivermos, perseveremos no amor
Para, quando já não vivermos, vivermos sempre.

 

Anne Bradstreet, Perfil da literatura Norte Americana

Você gostou deste poema?

Sem comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.