Adélia Prado

Adélia Prado – Tulha

Ontem de noite a tentação me tentou, no centro da casa escura, no meio da noite escura. A noite dura seu tempo, mas a barra do dia barra, espanca a soberba das trevas. O que trêmulo e choroso vagou nos cômodos quietos encontra os pardais palrando, mulheres com suas trouxas reverberando no sol. Declaro que …

Continue Reading
Miguel Torga

Miguel Torga – História antiga

Era uma vez, lá na Judeia, um rei. Feio bicho, de resto: Uma cara de burro sem cabresto E duas grandes tranças. A gente olhava, reparava, e via Que naquela figura não havia Olhos de quem gosta de crianças.                                         E, na verdade, assim acontecia. Porque um dia, O malvado, Só por ter o poder …

Continue Reading
Georg Trakl

Georg Trakl – Salmo

Há uma luz que o vento apagou. Há uma taberna, de onde à tarde sai um bêbado. Há um vinhedo, queimado e negro com buracos cheias de aranhas. Há um aposento que caiaram com leite. O louco morreu. Há uma ilha do mar do sul Para receber o Deus Sol. Rufam os tambores. Os homens …

Continue Reading